05
jan
09

[especial “Pra japonês ver” ] Parte 1: a Athleta não morreu!

Iniciando o ano, resolvo também inciar uma série que há alguns meses planejava publicar,  mas já que foi um trabalho investigativo longo, resolvi dividi-la em alguns posts.

Se trata de algumas marcas brasileiras e argentinas que são vendidas no Japão.

O interessante desse fato é que o contexto estético é completamente diferente. Lembrando bastante o encantamento que nós temos por ideogramas orientais , os japoneses parecem também ter o mesmo fascínio por coisas escritas em português ou espanhol (ou melhor, em “brasileiro” e “argentino”), e por isso, da mesma forma em que os ideogramas japoneses nas roupas daqui devem signifcar coisas totalmente sem noção ou de gosto duvidoso pra eles, o mesmo acontece com algumas peças brasileiras vendidas por lá, mas isso é uma  história que veremos mais à frente…

Pra começar a série, nada melhor do que indormar que a mítica e pioneira marca de material esportivo ATHLETA NÃO MORREU!

Se não morreu, então o que cargas d’agua aconteceu com ela? Vamos voltar um pouco na história.

Lá pra início da  década, o herdeiro da marca descobriu que, apesar de desativada, a marca ATHLETA estava vendendo como àgua no Japão! Como isso aconteceu?

at1

 Provavelmente um japonês, ou dekassegui, bem espertinho, resolveu fazer camisas usando essa marca indevidamente usando temas do Brasil. Talvez depois que viu que  a marca tava bombando por lá, resolveu  negociar diretamente com o dono uma  parceria pra vender os produtos lá e resultou que esse rapaz virou sócio da  Athleta,  e pelo visto o resultado foi BEM SATISFATORIO, principalmente pela imagem mítica deles por ter fornecido material pra  seleção brasileira numa época áurea.

 

 

at2

Em 2006, a ATHLETA resolveu retomar as atividades no mercado brasileiro. Impulsionados pela chegada da Copa do Mundo na Alemanha e o começo da moda de camisas retrô, a marca lançou então uma série de modelos retrôs que, segundo o dono da marca, só seriam vendidas em locais de poder aquisitivo A ou AA , como Daslu ,  Clube Chocolate e Bayard, além de online num site  que seria lançado em abril de 2006… Talvez o motivo do local de venda deve ter sido o motivo de nós nunca termos ouvido falar nisso, ou de não prosseguido o projeto, apesar de mesmo um desfile com as peças ter sido realizado, aumentando nosso desejo e, posteirormente, a frustração. Fotos nesse link.

 

Apesar do sumiço no Brasil, a  Athleta parece bem viva no Japão, apesar de administrada por outros donos por lá, que talvez apenas adquiriram a licença para confeccionar as peças.

Uma coisa característica da marca no Japão é a utilização quase incansável de outro ícone brasileiro nas camisas da Athleta: a marca CAFÉ DO BRASIL, que estampou o escudo da seleção brasileira nos anos 80, e parece que está eternamente grudada à marca Athleta lá no Japão:

at3

at4

 

 

 

 

 

 

 

 

 

[vale informar que hoje em dia a marca, ao menos no Brasil, é conhecida como CaféS do Brasil, com S no final]

 

Não sei se ainda há, mas uma parceria muito bem sucedida que houve foi da ATHLETA com a marca japonesa LAUNDRY, que tem um estilo mais  casual bem interessante, e que com essa união, foram feitas peças bem legais. 

at5

blog

[na real eu só descobri essa Athleta porque vi na rua  um cara com uma camisa  da Laundry/Athleta que, apesar do  padrão internacional de design e qualidade, estava escrtio em português claro algo como ” A camisa brasileira tri campeã mundial.  Desde 1935 no Brasil”. 

Nesse pacotão de associações, a marca aproveita para  criar peças que  tenham sempre  alguma coisa relativa ao  brasil, criando submarcas (como PANTANAL, CAPAZ, SELEÇÃO) e mesmo estampando nas camisas marcas de Cachaça   (tudo a ver com futebol, não?)

at7

at6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Também fez associações curiosas  com São José dos Campos e Pindamonhangaba:

at8

Mas uma associação  meio nada-a-ver  também foi a  da ATHLETA com o terço de Nossa Senhora. Vejam:

at9E talvez associado com isso uma camisa escrito “LIBERTA: o que se poe fazer para o sorriso de cada um” (o que eles queriam ddizer com isso???!), juntom como uma Brasil Futsal Aid, que eu nunca ouvi falar.

1224405861880_11224405861880_2

 

 

 

 

 

 

 

Mas o mais esquisito de tudo são as frases que são estampadas na cmaisa. Coisas meio sem muito nexo pra serem estamapadas, como:

“parabens pelo tetra!”

“bens melhores para você”

“goleador: nossa cor é futebol”

“três estrêlas (sic) de vitória”

at10

 

Pelo que parece, o esporte focado por lá é o futsal, e pelo uniforme que achei, eles até que mandam bem sim:

1219240343396

 

E, claro,  se fala se  seleçao brasileira nos anos 70, ele aproveitaram e lançaram uma camisa do Santos… Eldorado Santos Futsal club, pr a nao ter que pagar royalty ao “Santos de Santos”…

at11

at12

Ah, além de tudo isso, eles vendem também acessórios, e tudo 

na base do “Café do Brasil”…

 

 

Vale informar que, atualmente, há outra uma marca no mercado internacional (mais especificamente o norteamericano) com o nome ATHLETA, só que seu segmento é o activewear feminino

Já que pra comprar,só no Japão, a dica que eu dou pra quem curte a história da Athleta é baixar o podcast do Caroço, onde em março de 2006  ele fez uma entrevista histórica com o herdeiro da marca, Antonio Bulgarelli .

Falando no sr. Bulgarelli , onde quer que o senhor  esteja, VOLTE COM A  ATHLETA NO BRASIL O MAIS RAPIDO POSSÍVEL!!!

 

 

Fim do primeiro post. Se esse primeiro foi assim, aguardem mais coisas nos próximos…

=)

Anúncios

9 Responses to “[especial “Pra japonês ver” ] Parte 1: a Athleta não morreu!”


  1. 1 Ricardo Pisani
    6 janeiro, 2009 às 10:04 am

    Bordallo, viu que a bola da vez na adidas nesse começo de ano são os clubes latinos (+ um jamaicano)?
    Está lá no football shirt culture…

  2. 2 GALO GOLO
    7 janeiro, 2009 às 1:53 pm

    Bordallo, tem uma entrevista do Tele Santana, antes do jogo historico entre Atletico Mineiro x Botafogo, valendo o titulo de campeão brasileiro de 1971, em que o mesmo usava uma camisa de comissão tecnica com o escudo improvisado de pano. Uma reliquia que procuro mas não encontro, muito dificil, pois diga-se de passagem sou o maior colecionador de camisas de comissão tecnica do GALO,

  3. 3 Haroldo Maia
    28 abril, 2009 às 2:05 pm

    Prezado Amigo

    Vc sabe onde posso conseguir estas camisas da Athleta? Procurei na net e não achei nada.

    Obrigado

  4. 4 Augusto
    1 fevereiro, 2010 às 2:58 am

    CAROS RESPONSÁVEIS,

    CHEGUEI A ADQUIRIR PRODUTOS DA ATHLETA EM 2006.
    HÁ AINDA VIABILIDADE DE AQUISIÇÃO DE PEÇAS NA FÁBRICA NA ZONA LESTE ?
    GRATO

    • 5 Antonio Bordallo
      1 fevereiro, 2010 às 9:07 pm

      Oi rapaz

      Passa la, pergunta e dps me fala q eu divulgo aki

      Aproveita e pega os contatos, telefone deles e tal, ok?

      Abs

      Antonio

      • 6 James Rosa
        27 dezembro, 2015 às 3:01 pm

        Tenho uma equipe de Futsal aqui em Londres, onde disputamos a Super Liga inglesa de futsal.
        Gostaria de saber-se vocês da Atheta teria algum interesse em patrocinarmos aqui em Londres
        Atenciosamente
        James Rosa
        CEO
        London United Futsal Club
        07528561300

  5. 7 Wilton Santana
    18 maio, 2015 às 7:04 pm

    Bordallo, você tem contato de alguém que responde pela Athleta? Grato


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Esse blog é dedicado à todo tipo de roupa que tenha algo relacionado à esporte, do Cricket ao Futebol Gaélico. Esporadicamente postarei algo de StreetWear quando interessante.
Carioca, 28 anos, colecionador de sportwear há pelo menos 13 anos e cursando o 2o. ano de Moda da Universidade Cândido Mendes(RJ). Não me limito à colecionar peças de futebol apenas. Já que meu foco é antes de tudo a estética da roupa e a "wearability" (além da história e preço da peça), me intesso por uniformes de Rugby, Polo Eqüestre, Basquete, Volleyball, Hockey, Cricket, Futebol Australiano ,Futebol Gaélico e qualquer outro esporte que inventarem e tiver um uniforme bonito pra se usar por aí...
janeiro 2009
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Minha Coleção + peças à venda

Blog Stats

  • 707,502 hits

%d blogueiros gostam disto: