27
set
10

[especial] Entrevista com VALÉRIA GOUVÊA!

Finalmente, depois de muitas idas e vindas de emails, está  aqui, tudo o que você queria saber sobre Valéria Gouvêa e tinha vergonha de perguntar e ser censurado pelo Mercado Livre…

Na verdade a primeira parte dessa entrevista está no blog Minha Camisas, e  então quando você acabar de ler lá, você continua a  ler a entrevista  aqui,ok?

[CONTINUAÇÃO]

Apesar de parecer um pouco indiscreta, a pergunta que é unanimidade entre os colecionadores é , afinal, COMO QUE VOCÊ CONSEGUE TANTAS CAMISAS? Você de fato tem contatos na CBF para facilitar o acesso aos donos originais dessas camisas?

As camisas chegam para nós por vários meios e contatos, principalmente de jogadores, na ativa ou aposentados, outros colecionadores, como nós, ou qualquer pessoa ligada direta ou indiretamente a estas pessoas e ao futebol.


Qual é o critério que você usa para determinar o preço final de venda das peças? Há  alguma tipo de tabela ou critérios específicos que você considera para finalizar um preço? (Critérios como: camisas  de loja, preparadas pra  jogo, usada por jogador, autografada, da época tal…)

Os valores da camisa sofrem influência de diversos fatores, como idade, importância histórica, jogador que a vestiu, autógrafos, entre outros, porém não há uma tabela definida para isso. Nós pagamos bem por elas, independente da situação das pessoas que as vendem, e somos justos no preço que aplicamos para nossos fornecedores e clientes.

Apesar de muitos já saberem o porquê, diga você, com suas próprias palavras, o motivo do valor tão alto das camisas.

Pagamos bem pelas camisas que compramos.


Você considera o fato de fazer futuramente algum tipo de promoção de  algumas camisas, inclusive algumas que eventualmente podem não ter gerado tanto interesse?

Dentro do possível, abaixamos os preços de algumas camisas

Um dos  motivos da valorização das camisas que você vende é justamente o ótimo estado de conservação de algumas delas que resistiram ao longo de décadas, mesmo sendo feitas de material bem frágil.  Como você conserva as camisas? Possui alguma diferenciação de cuidado em função do material e algum segredo pra conservar bem as peças?

Da maneira que as camisas chegam, vão direto para o cabide.  Não gostamos de alterar a originalidade das mesmas.

Acredito que embaladas em sacos plásticos, devem durar bastante, pois já compramos coleções com mais de 30 anos e estavam guardadas desta maneira.

Ao cuidar de tantas camisas  raras e  frágeis,  alguma vez já ocorreu algum  “acidente” com alguma peça  rara? Se sim, como  foi e como  o contornou?

Uma vez fomos vestir a camisa no manequim, uma da Ponte Preta da década de 60, mas a camisa estava tão velha que se partiu ao meio, o tecido já estava praticamente podre e ressecado.


Você tem uma contabilidade que te dê uma  idéia de quantas camisas você possui atualmente, quantas já vendeu desde que iniciou esse negócio?

Temos tudo anotado. São nove anos e muitos arquivos para vasculhar.

[Se sim] por favor nos conte quantas.

Vendidas, mais ou menos umas 20.000 camisas, desde 2001.

Quanto ao estoque, algo em torno de 5000 camisas.


[se sim] Você Já pensou em fazer um blog ou álbum de fotos  mostrando todos esses modelos?

Sim, em breve estaremos lançando nosso blog e também uma loja física de comércio de camisas usadas e produtos, também usados, ligados ao futebol.

Qual foi a camisa mais cara que você já vendeu?

A do Zidane, usada na final da copa de 98, na França

De onde  surgiu a  idéia de tirar as  fotos na escadaria de  azulejos?  Apesar  dela já ser quase um ícone, vocês pensam em tirar  fotos de outra maneira?

A Prorrogação atua de forma profissional, e apesar do que julgam, a escada é um ícone do nosso trabalho. Não é a localização das fotos que vai alterar o valor das camisas ou nos fazer ser menos profissionais. No início, começamos usando ela para as nossas primeiras fotos em nossa residência. À medida que a popularidade foi aumentando, a escada tornou-se praticamente uma marca nossa, com reconhecimento instantâneo por aqueles que veem nossas camisas. Mantemos o uso dela como fundo justamente por isso. Inclusive, já tivemos diversos clientes que vieram aqui pessoalmente e fizeram questão de tirar fotos no local para registrar sua visita.

Estamos providenciando uma repaginada da nossa escada.


Os mais curiosos mandaram perguntar também onde pra onde que dá aquela escada… Se trata um local subterrâneo como um bunker onde você estoca as camisetas?

A escada nos leva a um porão, que na época era um cômodo disponível que tínhamos para trabalhar e estocar nossas camisas.

Alguém já quis comprar  o lote todo de camisas por um preço fechado? Se sim, qual o valor oferecido? Se não, você tem uma idéia de quanto cobraria?

Vários colecionadores já nos propuseram sociedade e a compra de todo nosso estoque. Não chegamos a aventar algum valor específico.

Algum clube já te procurou diretamente buscando material pra acervo?

Sim, vários clubes, mas querem praticamente de graça.


Ao  trabalhar com artigos relativos à futebol a  gente lida  sempre com paixões, você já chegou a  receber  alguma  reação positiva ou negativa de algum cliente mais  aficionado ou  empolgado?

Na maioria dos casos as reações são de profunda satisfação. Nada melhor que encontrar a camisa dos seus sonhos.

Mas já tivemos também muitas ofensas, muito delírio, mas hoje, sabemos administrar bem isso.

Alguma historia inusitada nesses  anos vendendo  camisas?

Uma vez em Búzios, o José estava usando uma camisa do Landskrona Bois, time da Suécia de segunda divisão. De repente aparece um louco e começa a reverenciar a camisa, tirou fotos e ficou completamante pasmo ao encontrar, no Brasil, especificamente em Búzios, outro louco usando a camisa de seu time. Foi hilário!

São muitas histórias…

Você já sofreu ameaças e/ou teve algum problema judicial vindo de algum colecionador / comprador / fornecedor?

Nada relevante

Apesar de dispor de grandes raridades e mesmo de um escritório específico pra esse tipo de negócio, algumas pessoas sentem falta  de uma estrutura mais elaborada. Gostaria então de saber se há algum projeto de criação de um website dedicado à venda direta dessas camisas (não precisando assim pagar as altas comissões do MercadoLivre), assim como faz o Classic Football Shirts (http://www.classicfootballshirts.co.uk/) mostrando assim fotos mais elaboradas e  específicas dos produtos, assim como a medida das camisas (uma reivindicação de alguns colecionadores, já que a modelagem antigamente era bem menor do que a  atual).

Estamos com alguns projetos para 2011.


Visto que grandes colecionadores acabaram se tornando  vendedores e  estabelecendo loja física, como no caso do Carlos Caloghero (http://brechodofutebol.blogspot.com/ ) você pensa em  fazer o mesmo?

Com certeza. Este ano ainda pretendemos inaugurar nossa loja física.

Quais seus planos para o futuro, no que se concerne a  esse  seu negocio? Alguns planos de  expandi-lo ou aprimorá –lo?

Estamos em uma fase de reestruturação.  Muito planos no papel em fase de estudo.

Já que uma boa  parte te vê com uma figura meio misteriosa, a qual não temos muita informação sobre  –  porém gera bastante interesse pelas camisas que  consegue  –   deixe alguma mensagem final para os  leitores do blog, para desmistificar um pouco essa sua  imagem.

Quem nos conhece sabe,  somos pessoas simples, normais, temos filhos, cachorros, etc. Este é apenas nosso trabalho, como outro qualquer.

Com certeza não somos “experts” como vocês colecionadores e tão pouco temos a pretensão de ser. Aprendemos todos os dias. Nove anos de trabalho é muito pouco para saber dados decorrentes de décadas. Durante estes anos, fizemos muitos amigos que sempre estão prontos a nos ajudar. Criaram um mito em torno de ValeriaGouvea e com isso, nos cobram a perfeição. Impossível atender as expectativas de vocês.

Agradecemos o envio das perguntas e sugestões e todos os nossos clientes passados, presentes e futuros. Todos os elogios e críticas recebidos aqui serão considerados para melhorarmos ainda mais a atuação da Prorrogação no mercado de camisas de futebol.


PS: Mandaram perguntar se você não cederia seu famigerado bunker de camisas raras para um encontro de colecionadores…

Claro que sim, porém teríamos que organizar grupos ou turnos, pois o espaço não é muito grande.


Impressões finais

Ao me lembrar da visita, me sinto meio  ridículo,  porque inúmeras foram as vezes que  estava conversando com Valéria  assuntos em geral enquanto mexia nos cabides e do nada arregalava o olho e “pára tudo” – aquela sensação que todo colecionador conhece muito bem –  porque estava diante de uma camisa raríssima. Até espero não ter deixado a impressão de idiota, mas é que mesmo eu não sendo dos tipos que se impressionam fácil, lá eu achei muitos motivos pra isso.

Acho também bastante importante dizer que a Valéria é sim uma pessoa bastante importante nesse  negócio, mas não está sozinha. Outra pessoa de suma importância é o José, que é praticamente um self made man, que começou do zero em Recife e chegou onde está com muito trabalho e tino comercial. E mais importante de tudo é que ambos  são pessoas muito humildes, simpáticas e trabalhadoras, que fazem questão de  estabelecer amizades e conservá-las ao longo dos tempos. Do contrário não teria visto lá fotos de ambos com grandes nomes do futebol atual e do passado.

Quanto ao local em si, digo que, pelas próprias reações que tive, para um colecionador de camisas de futebol é o lugar mais parecido com um parque  de  diversões que eu tenho notícia. Além de uniformes, também possuem bolas usadas em jogo, chuteiras raríssimas e até medalhas. Quadros com camisas autografadas , decoração temática e MUITA, mas MUITA camisa. Eu nunca tinha visto num só local tanta camisa, e todas devidamente  registradas, separadas por time, região e  etc. São 3 cômodos completamente repletos de camisas, tanto antigas como algumas que tinham sido usadas na rodada anterior. Com as camisas autografadas eles têm o cuidado de emitir um certificado de autenticidade, assinado pelo próprio jogador que assinou a camisa e fotos do jogador autografando. É sim um trabalho muito idôneo, onde eles pagam um preço justo pelas camisas e por isso que esses jogadores acabam indicando outros, pois se pagassem mal ninguém nem procuraria, né?

Sim, eu tentei tirar uma foto na  lendária escadaria, mas ela ficava na outra casa deles e não deu naquele momento. Também tentei tirar alguma foto com eles, até porque eles foram muito agradáveis comigo, mas devido à privacidade  que eles tanto prezam,  disseram que não, o que por um lado até entendo, porque poderiam perder um pouco o sossego,  Ou seja, pra conhecê-los pessoalmente, assim  como as camisas que vendem, vocês precisam contactá-los  por alguns dos meios abaixo.

Mercado Livre – http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_10951276_DisplayType_G
Ebay –  http://myworld.ebay.co.uk/brazil_mw/
Orkut – http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=ls&uid=3172532484795516692
Facebook –  http://www.facebook.com/?ref=logo#!/profile.php?id=100000526434847&ref=pymk
E-mail –  prorrogação@globo.com ou  valeriagouvea@globo.com

Anúncios

16 Responses to “[especial] Entrevista com VALÉRIA GOUVÊA!”


  1. 1 Celso
    27 setembro, 2010 às 12:11 pm

    Excelente reportagem amigo, o unico problema foi dsponibilizar no fundo rpeto com letras em amarelo…rsrsrs

  2. 27 setembro, 2010 às 1:17 pm

    Sensacional entrevista Antonio.
    Nem me imagino em um local desses.
    Pois se estivesse sem $ ficaria frustrado por não levar nenhuma e se tivesse $, com certeza deixaria meu orçamento bem apertado.
    Obrigado pela entrevista e uma dúvida.
    Você comprou alguma camisa ?
    Ou ganhou alguma de ‘brinde’ ?

    Abs !

  3. 5 Luiz Henrique
    27 setembro, 2010 às 1:47 pm

    Muito show Bordallo, parabens pela materia e pelas perguntas, lindas fotos ! E realmente, eh como vc disse, parece que estamos em 1 parque de diversoes, ou numa Fabrica de chocolates !

  4. 6 Leandro
    27 setembro, 2010 às 2:17 pm

    Valeu Bordallo, essa entrevista foi um marco na história dos colecionadores de nossos tempos.
    Parabéns!

  5. 27 setembro, 2010 às 4:38 pm

    Bá cara, eu ia delirar lá dentro!!! Parabéns pela matéria.

  6. 8 Antonio Carlos
    27 setembro, 2010 às 5:18 pm

    Cara, nem sabia que você tinha esse blog!
    Porra, demais a entrevista com a lendária VG! Só ficou ainda pairando no ar o “como” dela conseguir tantas camisas raras. Essa de “temos contatos” é um argumento razoável, mas não explica a profusão de camisas que eles têm…
    Abraços!

  7. 9 Spyder
    28 setembro, 2010 às 2:11 am

    SE-SA-CIO-NAL Bordallo!!!
    Parabéns pela graaaaande matéria!
    Fica a minha pergunta: Qual camisa vc levou?
    E, qual te deixou mais impressionado?
    Abraços du Canada!

    • 10 tonibordallo
      28 setembro, 2010 às 9:02 am

      nao levei nada, mas a que fiquei mais im,pressionado foi a da turquia, que ta na materia do MC, produto original e com numeração costurada de COURO!

      dps vou escrever sobre

      outra camisa q bolei serio foi uma usada pelo David Beckham no Manchester…

      abração!

      • 11 Spyder
        29 setembro, 2010 às 1:09 am

        Show de bola! Aguardaremos a matéria!
        Abraço

      • 12 GLEBER OLIVEIRA
        29 janeiro, 2013 às 8:57 pm

        Amigo, isso porque vc não viu pessoalmente a camisa usada pelo Zidane na final da copa de 98…..peguei essa camisa na mão e tenho o maior prazer de dizer que participei da compra (por parte da Prorrogação) dessa camisa!!!

  8. 13 Paulo Gini
    28 setembro, 2010 às 11:00 am

    Boa Bordallo, excelente matéria!!!

  9. 14 Fernando Torelly
    28 setembro, 2010 às 6:11 pm

    Demais Antonio, comprei recentemente uma do America, com patrô da Pluna e pretendo ainda comprar outras.

  10. 25 agosto, 2012 às 9:17 pm

    Parabéns pela entrevista amigo. Eu já estive lá no Zé na epoca q era um quartinho, vc ir sem grana é uma coisa horrível.. pois vc ker levar varias e não pode.. hehehehehe E agora aumentaram o espaço… qq dia vou dar um pulo lá… Eles merecem todo sucesso! Abraços!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


Esse blog é dedicado à todo tipo de roupa que tenha algo relacionado à esporte, do Cricket ao Futebol Gaélico. Esporadicamente postarei algo de StreetWear quando interessante.
Carioca, 28 anos, colecionador de sportwear há pelo menos 13 anos e cursando o 2o. ano de Moda da Universidade Cândido Mendes(RJ). Não me limito à colecionar peças de futebol apenas. Já que meu foco é antes de tudo a estética da roupa e a "wearability" (além da história e preço da peça), me intesso por uniformes de Rugby, Polo Eqüestre, Basquete, Volleyball, Hockey, Cricket, Futebol Australiano ,Futebol Gaélico e qualquer outro esporte que inventarem e tiver um uniforme bonito pra se usar por aí...
setembro 2010
S T Q Q S S D
« ago   out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Minha Coleção + peças à venda

DSC05410

Mais fotos

Blog Stats

  • 704,634 hits

%d blogueiros gostam disto: